terça-feira, 18 de novembro de 2014

Poá: a clássica estampa de bolinhas



O poá ('bola', do francês), ou estampa de bolinhas, e também conhecido como Polka Dots (o nome da estampa em inglês), volta com tudo nessa estação. Um clássico e sinônimo de elegância, ele é sempre associado ao estilo retrô, e às pin ups, e principalmente aos anos 50. A origem do poá é incerta, e há várias versões sobre seu surgimento. O termo Polka dot apareceu pela primeira vez em 1854, na revista literária Yale (Volume 22, página 7). Mas a padronagem parece ser bem mais antiga. As bolinhas nas roupas eram muito comuns no Reino Unido do século XIX. 

O poá é sempre associado ao estilo retrô.
 
A estampa também é muito associada às pin ups e aos anos 50.


Uma versão conta que imigrantes do Leste Europeu chegaram às Américas (especialmente EUA), no século XIX, trazendo uma dança animada, de origem polonesa, chamada Polka. Segundo essa versão da história, a polka teria sido a inspiração para a criação de uma nova estampa. Esse seria o motivo do nome "Polka Dot". Muita gente atribui a popularização da estampa a Walt Disney, que decidiu colocar um estampa diferente em Minnie Mouse. Assim, em 1928, a ratinha Minnie aparece com uma saia de bolinhas pretas. A roupa, mesmo passando anos mais tarde a ser vermelha de bolinhas brancas, se tornou também um símbolo da personagem. 

Em 1928, a Ratinha Minnie aparece com uma saia de bolinhas.
 

Mas é nos anos 50, época do pós guerra, que a estampa realmente vira uma febre, e passa a ser associada ao estilo pin up. Associada diretamente à Marilyn Monroe, sua maior adepta, também era usada por Audrey Hepburn e Brigitte Bardot, além de donas de casa e pin up girls americanas. Nos anos 60, uma música de Bryan Hyland, traduzida para o francês, o italiano e o alemão, também contribuiu para popularizar essa moda. No Brasil, essa música ficou conhecida como "Biquini de Bolinha Amarelinho", na voz de Sueli Campello.

Marilyn Monroe, Audrey Hepburns e Brigitte Bardot: adeptas do poá.

 Antes usada na clássica combinação de preto e branco, a estampa poá pode ser vista, nos dias de hoje, nas mais diferentes cores, e também em variados tamanhos. Ela é versátil e fácil de combinar. Pode ser usada com listras, flores, e até animal print. Para isso, a dica é sempre acompanhar a cartela de cores presente na estampa, para minimizar o contrates entre elas. Você pode até apostar em usar um look inteiro de poás. A estampa é versátil e vai bem no dia a dia, no trabalho e também em looks noturnos. E você, gosta do poá? Vai apostar nessa tendência clássica? Ela está presente em vários de nossos acessórios. Confira: www.elo7.com.br/madamevintage

A estampa é versátil e fácil de combinar.

 





Posts Relacionados:
 

Dicas de compras: uma seleção com estampa poá

Tendências Primavera Verão 2015


Tendência: preto e branco

Estilo Pin Up

Novidades: Pulseiras revestidas feitas com material reciclado

Novidades: kits de flores para pin ups


Estilo Pin Up: acessórios para a cabeça

Tendência: handmade

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Dicas para seu frete pesar menos no bolso

Clique na imagem para ampliar.
Dicas para o frete pesar menos no seu bolso. Achou aquele produtinho lindo, mas o frete parece um pouquinho caro? A melhor opção é aproveitar para comprar mais de um produto, com peso total de até um quilo, usando o mesmo frete. Compras coletivas/em grupo também são uma ótima pedida! E boas compras!

1) Tente comprar mais de um produto ao mesmo tempo. Ao fazer sua compra, coloque os produtos desejados no carrinho; e só após o final das compras, selecione o frete. Em seguida, você escolherá a forma de pagamento.

2) Faça compras em grupo. Por exemplo: uma mãe e uma filha que desejam produtos diferentes podem fazer as compras no mesmo carrinho, e pagarão por um único frete. Faça compras em grupo com sua família, suas amigas. vizinhas, colegas de trabalho.

Por que recomendamos que você compre mais de um produto?

Porque os Correios cobram o mesmo valor de entrega para o peso de até 1kg. Assim, suas compras saem mais em conta e o frete pesa menos no seu bolso.



Para fazer suas compras, acesse: www.madamevintage.com.br. Para encomendar seu produto personalizado, envie um e-mail para contato@madamevintage.com.br.





Posts Relacionados:

Promoção: Desconto para as nossas clientes!

Site novo!

Madame no Youtube!

Quem é a Madame Vintage?

Ganhe 20% de desconto!

Fridismo

 

terça-feira, 8 de julho de 2014

História do Estilo Romântico



Já falamos aqui no blog sobre o estilo romântico, o girlie e o lady like. Mas qual a história do romântico?  Onde esse estilo começou? Na verdade, ele é uma mistura de elementos de diferentes épocas. Tudo começa com a era romântica, que foi um revival medieval, nos anos de 1820. O nome vem das artes e da literatura, que teve como fase anterior o neoclassicismo, marcado pela racionalidade. No período romântico, a literatura e as artes foram marcadas pela emotividade. O que despertou o romantismo foi a apresentação de uma peça de Alexandre Dumas, chamada "Henrique III e sua corte", que se tornou uma febre e fez com que as mulheres desejassem ser ladies, donzelas medievais; e que os homens desejassem ser cavaleiros; tudo ao estilo Elizabetano. Tudo remetia a um universo imaginário e encantado de fantasias e lendas.
 
A moda do estilo romântico remetia a um universo
imaginário e encantado de fantasias e lendas.

Esse estilo possuía muitas características, mas vamos citar apenas as que influenciaram nosso estilo romântico moderno. A cintura ficou bem marcada, e por sinal bem estreita. As mangas bufantes surgiram, e as saias volumosas era decoradas com babados e laços. Os tecidos vinham em cores claras ou vibrantes, e as estampas que se destacavam eram o listrado e o floral delicado.  O estilo ballet romântico se popularizou, com sapatos em modelo bailarina, sem saltos; nada mais do que uma sapatilha do século XIX. Pérolas, broches, camafeus e pedras se destacavam nos acessórios, tudo em estilo muito delicado. O movimento começou a definhar em 1830, e começa a era vitoriana, que também contribuiu com alguns elementos para formar o estilo romântico moderno.


A era vitoriana possui algumas características diferentes na primeira e na segunda fase. Vamos citar apenas os elementos de ambas que contribuíram para o estilo romântico. O camafeu continua se destacando, ao lado de pérolas e pedras. Na primeira fase, predominavam as cores claras, especialmente o branco, e as estampas florais ainda se destacavam. A cintura continua bem marcada, mas com uma saia bem volumosa e ampla. Usava-se sapatilhas, e o estilo bailarina continuava em alta. Na segunda fase, muitos babados de renda e de tule. Com o declínio do estilo vitoriano nos anos 1890, surgem o Belle Époque e o estilo e a era eduardiana, com as mesmas características.

O branco e as cores claras predominavam na primeira
fase do período vitoriano. As pérolas se destacavam.
Listras e estampas florais eram estampas que se
destacavam na Era Vitoriana.

A diferença é que o Belle Époque se passava na França e a moda eduardiana se passava na Inglaterra. O Belle Époque era uma moda para pessoas ricas e privilegiadas. As rendas são o elemento que mais se destaca nessa época, ao lado de penas, plumas, pérolas, babados, plissados, bordados, lantejoulas, rufos e todo o tipo de ornamentos, tudo com muito volume. Nesse período, também aparecem roupas com um corte um pouco mais masculino, como os primeiros tailleurs. Em 1910, as saias ganham drapeados mais suaves. Com a Primeira Guerra Mundial, em 1914, as vestimentas mudam, o Belle Époque é abafado, e acaba a última era da elegância.

O Belle Époque era uma moda para pessoas ricas e privilegiadas.
As rendas são o elemento que mais se destacou na época.

Em 1947, surge o New look de Christian Dior, que influenciaria toda a década de 50. Ele surge depois da moda do período da Segunda Guerra Mundial, mais simples e influenciada pelo estilo militar. O New Look coloca o enfoque nos ideais de feminilidade. Ele resgata o estilo vitoriano, especialmente no que diz respeito à cintura marcada, muito fina, e nas saias muito amplas, que também eram rodadas. A silhueta ampulheta era valorizada. O New Look é considerado o estilo Prét-à-Porter mais bem sucedido da história da moda. Foram usados tecidos considerados luxuosos, como cetim, tafetá e lãs finas. Nas estampas: flores, listras e xadrez. Na mesma época, a coroação da rainha Elizabeth II também traz um revival da época elizabetana, e consequentemente, da moda da era romântica, levando o chamado estilo princesa ao cinema. As luvas eram usadas em todos os lugares, geralmente nas cores branco e creme. Nessa época, com todo o revival de luxo, e toda a nova construção do conceito de feminilidade e romantismo, o rosa passa a ser visto também como um sinônimo do feminino. 

O New look de Christian Dior influenciou toda a moda dos anos 50.

Os anos 50 têm como características a cintura bem marcada
e as saias amplas e rodadas
A coroação da Rainha Elizabeth II levou o estilo princesa ao cinema.


Em toda a moda do new look, e com o revival dos antigos estilos luxuosos, vemos o estilo lady like, voltado para mulheres de classes mais altas, e que se tornou o estilo das estrelas de Hollywood. Era confeccionado em maisons de alta costura, em que se destacaram: o próprio Christian Dior, Cristobal Balenciaga, Hubert de Givenchy, Pierre Balmain, Roger Vivier, Gabrielle (Coco) Chanel; além de outras maisons, como Lanvin, Madame Grés, Norman Norell,  John Cavanagh, Charles James, Nina Ricci, Jacques Fath e Elsa Schiaparelli. 

O lady like se tornou o estilo das estrelas de Hollywood.


O estilo romântico que temos hoje, e o girlie, que é sua versão mais contemporânea, é composto de elementos das eras romântica, vitoriana, Belle Époque e dos anos 50, com um conceito de feminilidade construído a partir do luxuoso New Look. Isso sem esquecer que também foram adotados os tons de nude e bege. Gostou? Gosta do estilo romântico? Passe na nossa loja e confira nossos produtos no estilo: www.madamevintage.com.br/.




 Posts Relacionados:


Estilo Romântico


Tendências Primavera Verão 2015

Dicas de compras: uma seleção com a cor Rosa

Cor de rosa

Nude: um tom democrático

Tendências Outono Inverno


Madame Vintage: Belle Époque e Art Nouveau

Novela das 6h traz de volta o romantismo da Belle Époque

Idade Média

Os clássicos camafeus

Madame Vintage: Renda-se à delicadeza da renda! 

Pérolas: um clássico que nunca sai de moda

Novidades: Pulseiras revestidas feitas com material reciclado

Sugestão de look: Romântico com rosa e Paris

Sugestão de look: inverno romântico

Sugestão de look: inverno romântico

Sugestão de look: O girlie anos 50


Sugestão de look: Estilo romântico para um passeio


Sugestão de look: romântico para o Happy Hour com um toque de Paris

Sugestão de look: romântico com renda e flores

Sugestão de look: Romântico


Sugestão de look: Festa com influências burlescas e vitorianas


Sugestão de look: clássico e romântico para o fim de semana

terça-feira, 24 de junho de 2014

Cor de rosa



Na carona do estilo romântico, do girlie e do lady like, que andam em alta desde a estação passada, o rosa também está muito presente, assim como o nude, já que há algum tempo a cor  é associada à feminilidade e ao romantismo. Mas nem sempre foi assim. Na era Vitoriana, quem usava o rosa eram os meninos e não as meninas. Se surpreendeu? Pois é.  A cor preferida para os bebês na época era o branco, até porque ele podia ser mantido limpo com alvejante. A partir dos 6 ou 7 anos, as crianças passavam a vestir versões suaves do que os adultos vestiam. O vermelho, na época, era associado à força, virilidade e masculinidade. Por isso, os meninos usavam rosa. Já o azul era associado à feminilidade e à delicadeza, e por isso as meninas usavam azul bebê. Isso mudou no início do século XX, não se sabe exatamente quando. Alguns estimam que tenha sido na década de 40. Desde então, essas cores têm sido fortemente exploradas pelo marketing: azul como cor de menino e rosa como cor de menina. Nos dias atuais, o rosa tem forte referência ao estilo romântico dos anos 50, ao lady like e à feminilidade e delicadeza, ao lado de flores, rendas, tules, laços, fitas, pérolas e babados, sem esquecer da cintura marcada. Também marcam presença camafeus, berloques delicados, crochês, transparências e bordados. E aí, gostou? Passe na Madame Vintage e confira nossos acessórios na cor rosa: www.madamevintage.com.br/.
 
Na era vitoriana, era comum meninas usarem azul e meninos usarem rosa.
Atualmente, o rosa está associado à feminilidade e ao romantismo.





Posts Relacionados:
 

Dicas de compras: uma seleção com a cor Rosa

Estilo Romântico

História do Estilo Romântico

Nude: um tom democrático

Tendências Outono Inverno

Sugestão de look: Romântico com rosa e Paris

Sugestão de look: inverno romântico

Sugestão de look: Lady Like com flores

Sugestão de look: O girlie anos 50

Sugestão de look: Estilo romântico para um passeio


Sugestão de look: romântico para o Happy Hour com um toque de Paris


Sugestão de look: romântico com renda e flores


Sugestão de look: Romântico


Sugestão de look: clássico e romântico para o fim de semana

terça-feira, 6 de maio de 2014

Acessórios para um casamento diferente



Estamos no mês das noivas, e por isso vamos falar um pouco sobre elas. Muitas buscam uma alternativa ao tradicional "véu e grinalda". Há diferentes alternativas, e os fascinators e casquetes estão com tudo, especialmente para as cerimônias diurnas ou mais informais. Os dois acessórios se popularizaram no Brasil com Kate Middleton, quando ela usou um fascinator (que já é um queridinho da família real britânica) em seu casamento com o príncipe William. É uma alternativa muito chique e confere um ar bem retrô. Além do casquete e do fascinator (sobre os quais já escrevemos por aqui e explicamos o que é cada um), há o voillete, que também traz um estilo bem vintage e elegante. O chapéu também pode ser uma opção interessante. 


O fascinator está em alta, especialmente em
cerimônias diurnas ou mais informais
O voilette, o casquete e a headband podem
ser alternativas charmosas para noivas.
O fascinator traz sofisticação e tem tudo a ver com
noivas que preferem um visual mais moderno.


Voilettes também dão um ar retrô.

Sarah Jessica Parker e sua eterna personagem Carrie,
usando fascinator na cena de seu casamento.
Ao lado, um fascinator com plumas e flores.
Fascinator, casquete, voilette, coroa de flores, headband: alternativas
ao tradicional véu e grinalda.


Para quem prefere um ar mais despojado, há opções como a headband, a coroa de flores ou até mesmo a tiara medieval (também já falamos sobre eles aqui). Esses três acessórios já são mais associados ao estilo Boho, e conferem um ar mais informal. Para quem gosta do despojado Boho mas não quer abandonar totalmente a tradição, é possível usar a coroa de flores junto com um véu. As alternativas que mostramos aqui podem custar mais barato, além de poderem ser reaproveitadas em outras ocasiões. De um modo geral, as noivas que usam esses acessórios no Brasil costumam ter um visual mais antenado e menos clássico. Mas na Europa, casquete, fascinator, voilette e chapéu já são sinônimos de elegância há bastante tempo. E aí, gostou? Passe na Madame Vintage e escolha seu modelo: www.elo7.com.br/madamevintage.





Para as noivas que não querem abandonar
totalmente a tradição, a sugestão
é usar a coroa de flores com um véu.
Para conferir esses acessórios, clique aqui.


Para conferir esses acessórios, clique aqui.

Para conferir esses acessórios, clique aqui.
Para conferir esses acessórios, clique aqui.
Para conferir esses acessórios, clique aqui.



Posts Relacionados:

Voilette: um símbolo vintage mais do que atual  

ATENÇÃO! Novo sorteio da promoção do casquete

Sorteio da Madame no Facebook

Promoção: Sorteio de casquete exclusivo no Facebook

Acessórios para a cabeça: chapéu, fascinator, casquete, voilette

Acessórios para a cabeça: Tiara, Headband, coroa e diadema

Tendência: Tiara medieval

Tendência: Flores para fazer sua cabeça

A história do chapéu




Sugestão de look para uma noiva em casamento informal

Tendência: Estilo Boho